Medphoton - Diagnósticos e Terapias

Cintilografia Renal


CSS MenuMaker
MedPhoton - Cintilografia Renal

MedPhoton - Cintilografia Renal MedPhoton - Cintilografia Renal MedPhoton - Cintilografia Renal MedPhoton - Cintilografia Renal MedPhoton - Cintilografia Renal MedPhoton - Cintilografia Renal MedPhoton - Cintilografia Renal MedPhoton - Cintilografia Renal MedPhoton - Cintilografia Renal

A cintilografia renal dinâmica é um método que avalia a função glomerular através da observação do acúmulo, passagem e excreção do radiofármaco através das vias urinárias. Estudos funcionais medem o fluxo plasmático renal, tempo de trânsito renal e cinética vesical, podendo auxiliar, por exemplo, no diagnóstico e seguimento de patologias obstrutivas, hipertensão renovascular ou na avaliação de transplante renal.

A cintilografia renal estática avalia a função tubular. Devido à permanência prolongada do traçador no córtex renal, fornece dados principalmente relativos à concentração do mesmo no parênquima renal, morfologia e dimensões renais. Auxilia no diagnóstico de pielonefrites, definição de anomalias (ex. rim em ferradura), localização de rim ectópico e avaliação de traumas e cicatrizes. 

Exame realizado em 2 dias (fase dinâmica e fase estática)

 

1º dia - Fase Dinâmica (DTPA)

Descrição do Exame:

O nefrograma permite a análise funcional da perfusão sanguínea, função excretora e da eliminação dos rins. O DTPA não prejudica o funcionamento dos rins e os pacientes que apresentam insuficiência renal e os recém-nascidos também podem realizar o exame sem efeitos colaterais.

O exame é realizado da seguinte forma: 

1) Injeção endovenosa do radiofármaco (DTPA) em uma veia periférica. 

2) Aquisição das imagens dos rins após a injeção durante 45 minutos. Furosemida (diurético) poderá ser administrada imediatamente ou após 15 min. após o início do exame.

Indicações:

Avaliação da função glomerular e da perfusão renal.

Dilatação das vias excretoras. 

Obstrução ou trauma renal. 

Hipertensão arterial de causa renovascular.

Refluxo vesicoureteral. 

Avaliação do transplante renal. 

Anomalias congênitas: ectopia, agenesia, rim supranumerário, doença cística, fusão, rim em ferradura.

 

2º dia - Fase Estática (DMSA) 

Descrição do exame:

O DMSA é captado pelas células tubulares renais e é utilizado para a obtenção da imagem cortical e para a avaliação da função renal relativa. 

O exame é realizado em 2 etapas: 

1) injeção endovenosa do radioindicador (DMSA) em uma veia periférica. 

2) Aquisição das imagens dos rins a partir de 4 horas após a injeção (duração de aproximadamente 30 minutos). 

No intervalo entre as etapas, o paciente poderá sair do local se preferir.

Indicações:

Avaliação da função tubular renal. 

Avaliação semi-quantitativa da função renal.

Detecção da pielonefrite aguda. 

Detecção e seguimento da cicatriz renal.

Lesão ocupando espaço. 

Anomalias congênitas: ectopia, agenesia, rim supranumerário, doença cística, fusão, rim em ferradura.

Contraindicação:

-Não realizado em gestante nem durante o período de amamentação

-Limite de peso: 130Kg.

Homens, mulheres e crianças:

Trazer pedido médico, documentos pessoais e exames anteriores.

Chegar 30 minutos antes.

Jejum:

Não

Tempo de permanência do paciente na clínica:

1º dia – 1 hora e 30 minutos.
2º dia – 30 minutos.

Visitas

Visitas hoje: 154

Visitas ontem: 323

Esta semana: 256

Total: 24856

Unidades:


Unidade I

Av. Francisco Ribeiro nº 1.140 - 4º Andar
Santa Mônica - Uberlândia / MG

Vitis Med Center


Unidade II

Av. Vasconcelos Costa nº 962 sala 5F
Martins - Uberlândia - MG

Hospital Santa Genoveva


Unidade III

Av. Santos Dumont nº 2756
Santa Maria - Uberaba - MG

Uberaba

34 3210-5501

34 3236-5505

 

34 99165-8212

34 99165-5487

 

contato@medphoton.com.br

 

rerwer